Seguidores

sábado, 16 de junho de 2012

Dermatite herpetiforme, Dermatite de Duhring-Brocq


Doenças da Pele
Dermatite herpetiforme, Dermatite de Duhring-Brocq
O que é?
A Dermatite herpetiforme é uma doença bolhosa da pele, de origem imunológica, associada com uma doença intestinal por sensibilidade ao glúten (doença celíaca). O glúten é uma proteína presente no trigo, centeio, cevada, aveia, malte e painço e nos seus derivados, como a farinha.
A doença é crônica (de longa duração) e costuma apresentar períodos de exacerbação dos sintomas e de melhora. Acomete principalmente adultos do sexo masculino e, em geral, não se acompanha das manifestações intestinais da doença celíaca.
Manifestações clínicas
A doença se caracteriza pela formação de lesões papulosas (elevadas), avermelhadas e com vesículas (pequeninas bolhas), que evoluem para a formação de bolhas grandes e tensas.
O quadro se acompanha de coceira, que pode ser bastante intensa e, muitas vezes, as bolhas não são encontradas devido ao ato de coçar, que as rompe, deixando apenas feridas escoriadas e crostas.
As lesões podem aparecer em qualquer local da pele, mas são mais frequentes nas superfícies extensoras dos cotovelos, joelhos, coxas, nádegas e no dorso do tronco. As lesões tendem a se agrupar com aspecto semelhante às vesículas do herpes (daí o nome herpetiforme), mas não tem nenhuma relação com esta doença.
Tratamento
É importante que os pacientes com dermatite herpetiforme façam uma dieta livre de glúten, evitando alimentos como: pães, bolos, biscoitos, massas, salgadinhos, leite maltado e outros produtos que contenham farinha de trigo, cevada, aveia e centeio.
O tratamento é feito com medicamentos à base de sulfa (dapsona, sulfapiridina) e deve ser usado por longo período (meses ou anos). As doses dependem de cada caso e devem ser determinadas pelo médicodermatologista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário